VÍDEOS


Polícia descobre que médica boliviana executada em agosto atuava para o tráfico
Data: 10/01/2020



Suhelen Calderon Cortez, de 30 anos, foi assassinada ao sair do posto de saúde onde trabalhava, em Bebedouro (SP). Após mais de cinco meses de investigação, a Polícia Civil ainda não identificou o homicida, mas já sabe que o crime tem relação com a atividade criminosa da médica. No Brasil, Suhelen estava a serviço do tráfico internacional de drogas.



VEJA TAMBÉM