POLICIAIS | NO SERTÃO

Vereador é preso suspeito de participar de grupo de extermínio
Entre os presos está o vereador Rinaldo Eufrasino de Andrade.




Entre os presos está um vereador Rinaldo Eufrasino/Reprodução

Quatro pessoas foram presas na manhã desta sexta-feira (17) durante uma operação da Polícia Civil que investiga um grupo criminoso especializado em execução de pessoas, no município de Princesa Isabel, no Sertão da Paraíba. Entre os suspeitos está o vereador Rinaldo Eufrasino de Andrade, que foi preso. De acordo com a polícia, ao total foram expedidos nove mandados judiciais, dois de prisão temporária e sete de busca e apreensão.

O G1 tentou, mas não conseguiu contato com o advogado do vereador Rinaldo Eufrasino.

Segundo a polícia, o objetivo da Operação “Manto da Justiça” é evitar a morte de duas pessoas que seriam assassinadas nos próximos dias na cidade. Entre os mandados de prisão cumpridos, está o do vereador Rinaldo Eufrasino de Andrade, suspeito de envolvimento com as mortes investigadas.

De acordo com as investigações, em dezembro de 2019, em Princesa Isabel, um comerciante foi surpreendido por dois homens que atiraram contra ele. O caso estaria ligado com outros crimes na região.

Conforme o delegado André Rabello, “um dos suspeitos comanda um grupo de extermínio na região e dá ordens para que pistoleiros matem pessoas que são seus credores para não pagar as dívidas. Após a morte dos credores, ele manda executar os seus pistoleiros para que não contem que foi ele que os mandou matar suas vítimas”.

Segundo as investigações, outros comerciantes e pessoas influentes na região estariam na lista para serem mortos. Os nomes das futuras vítimas não foram divulgados pela polícia por medidas de segurança.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM