POLÍTICA | COLUNA SEMANAL

Coluna 'Faisqueira' - 17/JAN - confira




Reprodução

Silêncio que dói

Um cidadão cajazeirense foi “instado”, via watsap, por um dos pretensos candidatos a prefeito de Cajazeiras,  a  se manifestar em quem ia votar porque não admitia que o mesmo ficasse sem tomar uma posição. O silêncio foi a resposta. Tem silêncio que dói mais que um turbilhão de palavras.

Ricardo foi o maior de todos

Não são apenas os fãs de carteirinha do ex-governador Ricardo Coutinho, que mesmo diante da enxurrada de notícias sobre a “Operação Calvário”, colocando-o no centro de toda a trama, mas muitos outros lamentam ao tempo em que se dizem surpresos, mas sempre ressaltam: “mudou o jeito de governar e fez o maior governo da história da Paraíba”

Ricardo foi o maior de todos II

E complementam: “com relação a Cajazeiras nem se discute, porque chegou a ultrapassar Ivan Bichara e Wilson Braga, em obras e serviços e com relação à Região do Alto Piranhas, fez o inacreditável: levou o asfalto para Bernardino Batista e Carrapateira”.  Como a história irá julgá-lo? Só o tempo dirá.

A surpresa de Damísio

Quando recebeu das mãos de um oficial de justiça o seu alvará de soltura, o ex-prefeito de Triunfo, Damísio Mangueira, não chegou nem a acreditar. Foi o próprio juiz que determinou a sua prisão, que o mandou de volta pra casa, porque depois que analisou o processo teria a chegado à conclusão que ele não devia nada a justiça.

A surpresa de Damísio II

Até a própria filha, que teria sido comunicada, telefonou de volta para confirmar porque pensava que era um “trote”. Estamos vivendo neste país um novo tempo: prende só para desmoralizar. Damísio estaria só aguardando o fechamento do processo para buscar uma reparação.

Carnaval

A primeira entrevista que o vice-prefeito de Uiraúna, Santiago Segundo, deu após o turbilhão vivido pela cidade, com a prisão do prefeito Bosco Fernandes, foi para falar de carnaval. É inacreditável, ululante e chocante.  Até as capivaras do município choraram de tristeza e os pássaros pretos voaram em debandada.  

Carnaval II

Em Cajazeiras, o prefeito Zé Aldemir, que está em viagem de férias pela Europa, está sendo ansiosamente aguardado para anunciar as atrações do carnaval deste ano e teria até antecipado o seu retorno à cadeira de prefeito, que tem alguns “espinhos”, aumento salarial dos professores, aumento do salário mínimo, atraso do funcionalismo (comissionados) e fornecedores, repasses para o IPAM e homologação do concurso, mas como vem com todo o gás, vai resolver tudo isto num piscar de olhos e na batida do bombo do carnaval.

Silêncio sepulcral

As autoridades da cidade de Cajazeiras, a começar pelos deputados, pelo prefeito e vereadores têm que pelos menos “baterem um papo” e tomar um cafezinho com o comandante do 6º BPM e com Superintende da Polícia Civil e informá-los que a cidade está entregue aos ladrões, bandidos e marginais.

No esgoto

Parece que os responsáveis pelo desentupimento de um esgoto na Praça da Telemar entraram de férias juntamente com o prefeito, porque desde o dia em que o mesmo viajou para a Europa que a obra foi iniciada e até o fechamento desta edição ainda não foi concluído. Nem Gobira, com sua famosa lata e o seu cacete de pau deu jeito, dançando e pulando dentro do esgoto. Com as chuvas a lama aumentou, mas faz despencar a popularidade da administração.

Quem diria

No dia em que  um dos envolvidos na Operação Calvário, Leandro Nunes, apareceu na mídia dizendo que o deputado federal Gervásio Maia teria recebido uma “bolada” de 300 mil reais de suas mãos, que o seu avô, ex-ministro, ex-senador, ex-deputado federal e ex-governador da Paraíba, João Agripino Neto, se “revirou no seu túmulo”, na Fazenda Cachoeira, município de Brejo do Cruz, onde nasceu e está sepultado. 

Só aguardando

Em Cajazeiras, algumas lideranças políticas estão aguardando a decisão do governador João Azevedo em qual agremiação partidária vai se filiar. Tem gente agoniada e se o “chefe” deixar só para o mês de abril, aí passa de agonia para desespero. No poder até o rabo do jumento é doce e tendo um vínculo partidário o seu berro é mais belo que uma sinfonia Beethoven.  
 
TODAS AS INFORMAÇÕES DESSA COLUNA SÃO DE INTEIRA RESPONSABILIDADE DO:
Jornal Gazeta do Alto Piranhas. Publicidade/Redação/Assinatura/Reclamação: (83) 3531-1535 / Emal: altopiranhas@uol.com.br




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



POLÍTICA  |  28/02/2020 - 15h





POLÍTICA  |  27/02/2020 - 12h