GENTE | Operação $ufrágio

Sousense, ex-candidato a prefeito em cidade no RJ, é alvo de operação da PF
Dimas Gadelha (PT) é natural da cidade de Sousa e residia no município de São Gonçalo, no no estado do Rio de Janeiro.




Reprodução

O candidato derrotado a prefeito de São Gonçalo Dimas Gadelha (PT) foi alvo na manhã desta terça-feira de uma operação da Polícia Federal (PF) contra crimes eleitorais. No total, são cumpridos seis mandados de busca e apreensão nos municípios de Niterói, São Gonçalo e Maricá, na Região Metropolitana do Rio. Na casa de dois alvos foram apreendidos, no total, R$ 187 mil em espécie.


Quatro endereços alvo ficam em Maricá, um em Niterói e outro em São Gonçalo. Em um dos endereços, em Maricá, os agentes apreenderam celulares, R$ 47 mil em espécie e um notebook. Na casa de outro alvo, em São Gonçalo, foram apreendidos R$ 140 mil.

O material apreendido na ação de hoje será analisado e, se confirmadas as suspeitas, os investigados responderão pelo delito de corrupção eleitoral, além de outros eventualmente constatados no curso das investigações, explica a PF.

As investigações constituem desdobramento da prisão em flagrante delito de quatro pessoas durante o 2º turno das eleições municipais de São Gonçalo, no dia 29 de novembro de 2020, pela prática do crime de corrupção eleitoral. Na ocasião, foram apreendidos dinheiro em espécie, latas de cerveja e material de campanha de Dimas que não chegou a ser eleito.

Dimas Gadelha foi nomeado no dia 4 de janeiro secretário de Políticas Sociais e Gestão de Metas de Maricá pelo prefeito Fabiano Taques Horta.

O secretário se disse surpreso com a operação e disse que não foi chamado a depor.
 

Estou surpreso com essa busca e apreensão do meu celular. Confiante na Justiça, tenho certeza de que tudo será devidamente esclarecido. Sequer fui chamado a depor e não tenho detalhes desta investigação", declarou Gadelha.

A Prefeitura de Maricá esclarece que não existe registro de diligências em endereços da prefeitura, nenhuma investigação ou denúncia contra a mesma. "Trata-se de uma investigação de ordem eleitoral, que apura responsabilidades individuais durante o processo eleitoral em São Gonçalo, nada que envolva a Prefeitura de Maricá", diz em nota.

 
A Operação $ufrágio foi deflagrada pela delegacia de Polícia Federal em Niterói, em cooperação com a Promotoria Eleitoral do MP-RJ. Os mandados foram expedidos pelo Juízo da 068ª Zona Eleitoral de São Gonçalo - RJ e estão sendo cumpridos por 25 policiais federais. 

O nome da operação faz referência à indevida tentativa de desestabilização do processo democrático eleitoral pela compra de votos.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



GENTE  |   17/04/2021 09h03

Sousa - PB
 




GENTE  |   12/04/2021 15h37

Sousa - PB
 

GENTE  |   06/04/2021 15h38

Sousa - PB