COVID-19 | LUTO

Cantora do Boi Garantido morre de covid dias após parto
Roci Mendonça, de 39 anos, precisou fazer cesariana de emergência; criança nasceu de 7 meses, está em UTI, mas passa bem.




Reprodução

A cantora Roci Mendonça, de 39 anos, morreu no sábado (9) em Manaus (AM) após complicações da Covid-19. Backing vocal do grupo Boi Garantido, ela sofreu três paradas cardíacas dias depois de dar à luz o primeiro filho. As informações são do Uol.

A cantora é a segunda integrante do grupo a morrer por conta da doença. No dia anterior, na sexta-feira (8), o compositor Rafael Marupiara também faleceu em razão da doença.

 
O filho de Roci nasceu de sete meses, em 31 de dezembro, enquanto a cantora estava internada. De acordo com a família, a criança está internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da maternidade Ana Braga, em Manaus, em processo de ganho de peso para receber alta e não corre risco de morte.

Nas redes sociais, o Garantido fez uma homenagem a Roci, chamada entre os membros do grupo de “rouxinol” —pássaro conhecido pela afinação de seu canto na floresta.

“Canta rouxinol na porteira. Canta rouxinol na ribeira. Canta a Roci no céu. Aplausos pedimos agora, a quem o Supremo escolheu. Não cabe ao Boi Garantido, selecionar a voz de Deus”, diz um trecho da publicação.

Outros membros também estão com Covid-19

Além de Roci e Rafael, outros membros do Boi Garantido foram diagnosticados com covid-19. O levantador de toada David Assayag, 52 anos, está internado em Manaus e seu quadro é estável.
Conforme o Uol, os demais diagnosticados com o novo coronavírus são: Márcia Siqueira, levantadora de toadas; Enéas Dias, diretor geral musical, e Rubens Alves, colaborador e compositor.

 

A Associação Folclórica Boi Bumbá Garantido reitera que acompanha de perto o desenrolar de cada situação e faz de tudo para ajudar a solucionar o que é possível e ao alcance de nossas ações. No mais, seguimos em oração para a plena recuperação de todos”, disse a entidade em nota ao Uol.






COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM