GENTE

Falso piloto baleado em restaurante na PB é foragido de São Paulo
No último dia 27 de novembro, o falso piloto de aeronave foi vítima de tentativa de homicídio enquanto almoçava em um restaurante na orla do bairro Cabo Branco.




Reprodução

A Polícia Civil da Paraíba deu cumprimento a dois mandados de prisão expedidos pelas Comarcas de Bauru/SP e Agudos/SP, em desfavor de Diego Schmoller Lucian, de 34 anos. Ele usava o nome falso de Victor Hugo Garcia e estava em João Pessoa se passando por piloto, mas era fugitivo da Justiça de São Paulo.

No último dia 27 de novembro, o falso piloto de aeronave foi vítima de tentativa de homicídio enquanto almoçava em um restaurante na orla do bairro Cabo Branco. Diego foi alvejado pelo menos três vezes e encontra-se em estado grave no hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa.

 

O preso utilizava-se do nome falso de Victor Hugo Garcia, assim como se apresentava como piloto de aeronaves, fato também inverídico, quando, na verdade, possui dezenas de procedimentos criminais nos Estados de São Paulo e Santa Catarina, a maioria deles pelos crimes de estelionato, furto e roubo”, revelou o delegado Vitor Melo, da Delegacia de Crimes Contra a Pessoa – DCCPES.

Após diversas diligências da equipe de investigadores da DCCPES, onde foram coletadas várias provas do crime de tentativa de homicídio sofrido pelo preso, também se conseguiu, após troca de informações com a PolÍcia Civil de São Paulo, identificar o verdadeiro nome deste, qualificação confirmada por sua companheira em uma segunda oitiva.

 

O preso encontra-se custodiado no Hospital de Trauma e, assim que receber alta hospitalar, será apresentado ao Judiciário para as providências cabíveis, assim como as investigações continuam para identificar os autores do crime de tentativa de homicídio”, finalizou o delegado Vitor Melo.






COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM






GENTE  |   04/03/2021 07h18

Campina Grande - PB