POLICIAIS | COVARDIA

Laudo confirma que menino de 1 ano morto na PB foi espancado
TV Correio teve acesso ao documento, que aponta que a criança sofreu traumas hepáticos e renal e hemorragia abdominal.




Imagem: TV Correio

Um laudo pericial confirmou, nessa terça-feira (24), que o menino de um ano e dois meses que morreu no Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande foi mesmo espancada. A TV Correio teve acesso ao documento, que aponta que a criança sofreu traumas hepáticos e renal e hemorragia abdominal. A perícia apontou também que a morte foi causada por agressões físicas.

 
A mãe da criança é a principal suspeita do crime. Ela foi presa durante o velório da criança. A polícia foi acionada por profissionais de saúde do Hospital de Emergência e Trauma, que constataram que a criança apresentava sinais de violência. Além disso, eles perceberam que mãe e avó do menino entravam em contradição ao relatar como a criança havia começado a passar mal.

“O laudo demonstra que a criança era muito mal cuidada. Além disso, demonstra também os danos que ela sofreu, com marcas de lesões externas e internas. Haviam lesões antigas e lesões recentes”, disse o delegado Kelsen Vasconcelos.

À TV Correio, a avó da criança, e mãe da suspeita, confirmou que a filha é “muito irresponsável” e disse à polícia que acreditava que ela havia espancado o menino. A mulher alegou que não era conivente com os atos da filha e negou ter participado do crime. A Polícia Civil confirmou que ela não é considerada suspeita.


Confira o vídeo:






COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



POLICIAIS  |   06/02/2021 06h30

Campina Grande - PB
 




POLICIAIS  |   23/01/2021 08h30

Campina Grande - PB
 

POLICIAIS  |   07/12/2020 09h28

Campina Grande - PB