COVID-19 | PANDEMIA

Primeiro lote da Coronavac, a vacina chinesa, é enviada ao Brasil
A farmacêutica chinesa Sinovac Biotech enviou ao Brasil as primeiras 120 mil doses prontas da Coronavac.




Sinovac/Divulgação Coronavac

A farmacêutica chinesa Sinovac Biotech enviou ao Brasil as primeiras 120 mil doses prontas da Coronavac, a vacina que a empresa testa no país em parceria com o Instituto Butantan.

A CNN obteve junto à Sinovac vídeos e fotos do envio. Nas imagens, é possível ver a conferência e transporte dos imunizantes, que estão previstos para chegar ao país nesta quinta-feira (19).

 
A importação das doses foi autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), mas estas não poderão ser utilizadas até que a entidade autorize a sua aplicação. 

A Coronavac ainda segue em testes no Brasil. Um estudo publicado na revista científica The Lancet, no entanto, aponta que a vacina é segura e induz resposta imune ao novo coronavírus. 

As descobertas da Sinovac estão no artigo publicado e revisado por outros cientistas. As informações são dos testes clínicos em Fases 1 e 2 realizados na China, com mais de 700 participantes.

Além da compra de doses prontas, a Anvisa também já autorizou a importação de insumos para a produção da Coronavac. Segundo Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan, a perspectiva é de que o órgão tenha 46 milhões de doses do imunizante para iniciar a vacinação em janeiro, caso autorizada pela Anvisa.

 




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM






COVID-19  |  30/11/2020 - 19h

Uiraúna - PB