MAIS NOTÍCIAS | EDUCAÇÃO

IFPB abre mais de 3,6 mil vagas para cursos técnicos gratuitos




Reprodução

O Instituto Federal da Paraíba (IFPB) publicou, nesta quinta-feira (12), dois editais de processos que somam 3.630 vagas para cursos técnicos integrados e subseqüentes. As inscrições devem ser feitas entre os dias 17 de novembro e 18 de dezembro, pela internet.

Para os candidatos que concluíram o ensino fundamental, são 2.390 vagas para ingresso no ano letivo de 2021 nos campi de Cabedelo, Cabedelo Centro, Cajazeiras, Campina Grande, Catolé do Rocha, Esperança, Guarabira, Itabaiana, Itaporanga, João Pessoa, Monteiro, Patos, Picuí, Princesa Isabel, Santa Luzia, Santa Rita e Sousa.

 
Para quem concluiu o ensino médio, para ingresso no primeiro semestre de 2021 são 1.240 vagas nos campi de Areia, Cabedelo, Cabedelo Centro, Cajazeiras, Campina Grande, Esperança, Itabaiana, João Pessoa, Mangabeira, Patos, Pedras de Fogo, Picuí, Princesa Isabel, Santa Luzia, Soledade e Sousa.

Estão sendo ofertados os cursos de Meio Ambiente, Recursos Pesqueiros, Multimídia, Edificações, Serviços Jurídicos, Eletromecânica, Informática, Sistemas de Energia Renovável, Contabilidade, Automação Industrial, Controle Ambiental, Eletrônica, Eletrotécnica, Instrumento Musical, Mecânica, Manutenção e Suporte em Informática, Segurança do Trabalho, Geologia, Agroindústria, Agropecuária, Serviços de Restaurante e Bar, Transações Imobiliárias, Guia de Turismo, Transporte Aquaviário, Mineração, Equipamentos Biomédicos, Secretariado, Cuidados de Idosos, Petróleo e Gás e Química.

As inscrições são gratuitas e online e devem ser efetuadas por meio do preenchimento do formulário eletrônico, anexando o histórico escolar ou documento equivalente. Para os cursos técnicos subsequentes, o candidato também pode utilizar o desempenho no Enem.

Para os cursos técnicos integrados a seleção vai acontecer por meio de análise do histórico escolar nas disciplinas de português, matemática, história e geografia ou disciplinas equivalentes noensino fundamental II, no 6º, 7º e 8º ano, ou equivalente. Na matrícula, o aluno deve apresentar o certificado de conclusão do ensino fundamental. Para os cursos técnicos subsequentes são analisadas as notas das disciplinas de língua portuguesa e matemática, cursadas no 1º e 2º ano do ensino médio ou equivalente.

Metade das vagas é reservada para quem estudou o ensino fundamental na rede pública. Há ainda cotas para quem tem renda familiar per capita mensal de até 1,5 salário mínimo, para pessoas negras, pardas e indígenas, e pessoas com deficiência. Em Sousa, há cotas para assentados da reforma agrária.

 
Um novo edital com mais 60 vagas para o curso técnico em instrumento musical subsequente ao ensino médio deve ser publicado na próxima semana.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



MAIS NOTÍCIAS  |  24/11/2020 - 08h





MAIS NOTÍCIAS  |  19/11/2020 - 06h


MAIS NOTÍCIAS  |  19/11/2020 - 06h