COVID-19 | PANDEMIA

Anvisa autoriza retomada dos testes da vacina CoronaVac




Reprodução

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou, na manhã desta quarta-feira (11), a retomada dos testes relacionados à Coronavac, vacina contra o coronavírus. A Anvisa ressaltou que a suspendeu se deu com base em caráter meramente técnico.

A suspensão ocorreu por causa de um “evento adverso grave” ocorrido. De acordo com a agência, esse evento adverso ocorreu em 29 de outubro. Após a suspensão, foi revelado que a morte do voluntário foi provocada por suicídio, sem qualquer relação com a coronavac.

 
O governo de São Paulo afirmou, em coletiva de imprensa, ser impossível relacionar o “evento adverso grave” que acometeu o voluntário do estudo clínico da CoronaVac com o imunizante.

Mais cedo, o presidente Jair Bolsonaro disse ao compartilhar a informação de que a Anvisa suspendeu temporariamente os estudos clínicos da vacina, ter ganhado do governador de São Paulo, João Doria.

Sem apresentar provas, o chefe do Executivo federal disse que a vacina chinesa causa “morte, invalidez e anomalia”. O comentário escancara mais uma disputa política entre Doria e Bolsonaro em meio à crise do novo coronavírus.

 




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



COVID-19  |   19/04/2021 18h14





COVID-19  |   19/04/2021 15h22


COVID-19  |   19/04/2021 07h00

Uiraúna - PB