GENTE | ABSURDO

VÍDEO: Jovem Pan demite jornalista que defendeu estupro
Rodrigo Constantino afirmou que se a filha fosse estuprada em circunstâncias que ele não aprovasse, a colocaria de castigo e não denunciaria os estupradores.




Reprodução

A Jovem Pan demitiu nesta quarta-feira (04) Rodrigo Constantino após o comentarista defender o crime de estupro, além de ter ofendido mulheres e coletivos feministas.

Em seu perfil no Twitter, Constantino disse não culpar a Jovem Pan por sua demissão. Ele alega que sua fala foi distorcida pela internet, e quem realmente o conhece sabe que ele jamais faria apologia ao estupro.

 

Vocês venceram uma batalha, parabéns! A pressão foi tão grande sobre a Jovem Pan, distorcendo claramente minha fala, que não resistiram. Não os culpo. É do jogo. Quem me conhece e quem viu de fato sabe que eu jamais faria apologia ao estupro. Mas desde já estou fora da Jovem Pan”, afirmou.

O comentário de Constantino foi a respeito da jovem Mariana Ferrer, que acusa o empresário André de Camargo Aranha de estuprá-la em 2018.

Rodrigo Constantino afirmou que se a filha fosse estuprada em circunstâncias que ele não aprovasse, a colocaria de castigo e não denunciaria os estupradores.

Ele seguiu dizendo que  “existe mulher decente e piranha” e que feministas são “mocreias ressentidas”.

 


Confira o vídeo:






COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM