REGIONAIS | CHUVAS DE VERÃO

La Niña começa a influenciar o clima na PB e RN




COFEMAC/Arquivo

O fenômeno climático e oceânico La Niña se configurou recentemente na região central do Oceano Pacífico Equatorial afirma o físico e meteorologista Rodrigo Cézar.

De acordo com o estudioso Rodrigo Cézar Limeira, a região central do Pacífico Equatorial está com temperatura cerca de 1,7ºC abaixo da média, configurando um episódio atual de La Niña moderada.


Com a configuração da La Niña, o clima em várias partes do mundo começa a ser influenciado pelo fenômeno, e uma das regiões afetadas e beneficiadas é o semiárido do Nordeste.

No caso do semiárido da Paraíba e Rio Grande do Norte, há uma antecipação das chuvas, e que ocorrem em quatidade acima da média em várias localidades no final do ano, a exemplo dos meses de outubro, novembro e dezembro, meses que fazem parte do período chuvoso do sul da Bahia.

O período chuvoso do sul da Bahia é influenciado pela atuação de frentes frias que chegam até a região incluindo os meses citados anteriormente. Com a La Niña formada, essas frentes que atingem à região se deslocam para posições mais ao norte, alcançando a região de Petrolina, com isso, através do escoamento em altitude de ventos de sudoeste, quantidades acima do normal de umidade chegam nesses meses ao semiárido da Paraíba e Rio Grande do Norte, umidade essa que interage com o forte calor observado no final de ano no interior do Nordeste, fato que provoca chuvas isoladas e que podem ser fortes em alguns locais.Esse fenômeno é chamado de Instabilidade Atmosférica Decorrente da Atuação de Frentas Frias no sul da Bahia, pontua o estudioso Rodrigo Cézar.

 




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



REGIONAIS  |   26/02/2021 07h34

Bernardino Batista - PB
 




REGIONAIS  |   23/02/2021 18h59

Sousa - PB