COVID-19 | SEGUNDA ONDA

Espanha volta a decretar estado de emergência para conter coronavírus
O texto aprovado prevê um toque de recolher obrigatório por todo o país entre as onze da noite e as seis da manhã, além de restringir reuniões sociais ao máximo de seis pessoas.




Imagem: SUSANA VERA

O Conselho de Ministros da Espanha aprovou hoje um novo estado de emergência para o país, que enfrenta mais uma onda de infecções e mortes causadas pela covid-19. A informação é do El País.

O estado de emergência inicialmente deve durar 15 dias, com a possibilidade de ser estendido por mais seis meses (até 9 de maio de 2021), caso o Congresso apoie a decisão.

 
O texto aprovado prevê um toque de recolher obrigatório por todo o país entre as onze da noite e as seis da manhã, além de restringir reuniões sociais ao máximo de seis pessoas.

Por fim, o estado de emergência também permite que cidades e regiões afetadas de forma mais grave pela pandemia barrem a entrada e saída de pessoas em seu território até os índices de contaminação diminuírem.

A Espanha entrou em estado de emergência pela primeira vez em 14 de março, quando enfrentava a primeira onda da covid-19. Mais recentemente, com as restrições sendo relaxadas, o país voltou a ver um crescimento nos números da pandemia.

 
Ao todo, o país europeu já teve mais de 1,04 milhão de infectados pelo coronavírus, e quase 35 mil mortes.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM






COVID-19  |  30/11/2020 - 19h

Uiraúna - PB