ESPORTES | EM SOUSA

Dupla é presa suspeita de matar professor de karatê




Reprodução

Agentes da Polícia Civil de Sousa, sertão paraibano, sob o comando do delegado Carlos Seabra, prenderam na tarde desta quarta-feira (18), dois homens acusados do crime de morte contra o professor João Gonçalves Sarmento, conhecido como “Dão do Karatê”, morto com vários tiros de arma de fogo no dia 22 de outubro deste ano, no Bairro da Estação.

O servente de pedreiro Werley Pereira da Silva, “Leca”, de 22 anos de idade e Ítalo Pablo Alves Meneses,  “Itinho”, de 18 anos, ambos residentes no Bairro Jardim Brasília, na cidade de Sousa, foram preos e são os principais suspeitos do homicídio, segundo a Polícia Civil.

Consta no inquérito policial que, por volta das 8h30, quando se dirigia para sua academia de Karatê, conduzindo uma motocicleta, “Dão do Karatê” foi surpreendido por dois elementos em outra moto, momento em que o passageiro desceu e investiu contra a vítima disparando várias vezes, atingindo cabeça e tórax, e morte instantânea.

O delegado Carlos Seabra destacou que as investigações foram conduzidas pelo Grupo Tático Especial (GTE) e culminaram com as identificações e prisões dos acusados. “‘Leca’ foi preso por volta das 13h no Bairro Jardim Brasília, enquanto que “Itinho” já se encontrava recolhido na Colônia Penal Agrícola do Sertão, acusado de outro crime”, revelou a autoridade policial.

Os dois suspeitos se encontram a disposição da justiça.

Sobre os motivos do crime, Dr. Seabra disse: “ainda não vamos divulgar, pois podem aparacer outras pessoas, e assim não venha a atrapalhar as investigações”.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



ESPORTES  |  27/02/2020 - 12h





ESPORTES  |  23/02/2020 - 08h