POLICIAIS

Ação da PF prende suspeitos de tráfico de drogas, na PB
Foram presos 6 suspeitos nas cidades de João Pessoa, Campina Grande, Patos, Tavares e Brejo do Cruz; um líder de uma quadrilha da capital paraibana foi preso no Distrito Federal.




Foto: Divulgação/PF-PB

Seis suspeitos de tráfico de drogas foram presos pela Polícia Federal em uma operação de combate ao tráfico de drogas na Paraíba nesta quarta-feira (9). De acordo com a Polícia Federal, a Operação Aratu investiga grupos criminosos há dois anos. Foram cumpridos 34 mandados de busca e apreensão nos estados da Paraíba, Bahia, Paraná, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal, além dos 18 mandados de prisão na Paraíba, Bahia, Pernambuco e no Distrito Federal.

Segundo o delegado Gustavo Castro, foram presos membros de dois grupos, denominados pela polícia como 'grupo sertão' e 'grupo capital'.

O grupo do Sertão atuava basicamente fazendo o transporte de drogas da fronteira do Paraguai para o nordeste, especialmente a Paraíba, de acordo com o delegado. Já o grupo da capital, que inclui João Pessoa e Campina Grande, adquiria a droga na região, guardava e distribuía para o consumo final.

Foram presos em João Pessoa, Campina Grande, Patos, Tavares e Brejo do Cruz e um paraibano preso no Distrito Federal, que de acordo com o delegado, seria o líder e principal investigado da quadrilha da capital. Ainda segundo informações do delegado Gustavo Castro, o líder teria viajado para Brasília com outro investigado e há indícios que seriam para negociar um outro carregamento de drogas.

A Operação Aratu cumpriu 34 mandados de busca e apreensão nos estados da Paraíba, Bahia, Paraná, Mato Grosso do Sul, bem como no Distrito Federal. O nome é referência a uma comunidade de João Pessoa, onde o líder da quadrilha da capital paraibana teria um domínio territorial na região e escondia drogas no local.

No total, foram presos 17 suspeitos dos 18 mandados de prisão expedidos. Os investigados foram indiciados pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico de drogas e posse ou porte de arma de fogo de uso restrito.

 
Segundo a Polícia Federal, durante o período de investigação, diversos carregamentos de drogas e armas de fogo de grosso calibre foram apreendidos. Também foram descobertas informações que ajudaram na apuração de crimes como homicídio e sequestro.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



POLICIAIS  |   24/02/2021 14h08

Cajazeiras - PB
 




POLICIAIS  |   24/02/2021 10h27

São João do Rio do Peixe - PB
 

POLICIAIS  |   21/02/2021 19h00

Patos - PB