POLÍTICA

Wilson Filho confirma pré-candidatura a prefeito de JP
Determinado e já montando equipe da campanha, ele citou que a iniciativa partiu depois de estímulos motivados por pesquisas qualitativas de gestão.




COFEMAC/Arquivo

“Todo o tempo em que estivemos na presidência da Comissão de Orçamento da Assembléia Legislativa apenas ampliamos o conhecimento minucioso de como planejar com eficiência as obras e suas metas de conclusão porque, do contrário, reproduz a lógica em curso na Prefeitura de João Pessoa de não saber executar as obras com prazos”. Foi com essa definição que o deputado estadual Wilson Filho (PTB) confirmou, nesta quarta-feira (22), a sua pré-candidatura a Prefeitura da Capital. Determinado e já montando equipe da campanha, ele citou que a iniciativa partiu depois de estímulos motivados por pesquisas qualitativas.

Além de anunciar o professor doutor João Marcelo, da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), como coordenador geral de campanha, Wilson Filho citou que dispõe de dados e fatores a motivá-lo a debater o futuro de João Pessoa por entender que há espaços na conjuntura para abrigar alguém com seu perfil.
 

“Há muito tempo temos convivido com o debate sobre a Capital nos reunindo com lideranças de bairros e representantes dos segmentos produtivos e sociais sempre apontando para a necessidade de líderes com perfil de quem conhece os problemas e sabe apontar soluções efetivas para os diversos problemas”, argumentou.

Evitar desperdício e má gestão

Wilson Filho expõe critica à atual gestão no trato de diversos projetos com demonstração de desperdício de tempo e má aplicabilidade de recursos como, segundo ele, tem se dado no caso da Barreira do Cabo Branco, onde a PMJP vai terminar 8 anos de mandato sem resolver o problema. Para ele, existem diversas outras obras no mesmo nível que não foram entregues pela atual gestão.

“Quando o dinheiro existe, como é o caso do repasse feito de R$ 72 milhões para a obra da Barreira não há explicações para se chegar ao final de 2 mandatos sem solução- afirmou ele acrescentando: “quando isto acontece é porque há problema real de gestão sem a capacidade devida, dados estes que atrasam as obras fundamentais”, afirmou.

Para ele, alem de problemas de gestão, não há transparência como apregoa a administração municipal e assim a sociedade perde a oportunidade de avançar em vários projetos fundamentais para a sociedade.

Preparação

Ele informou ainda que tem acompanhado a variação das pesquisas dos nomes mais citados, entretanto, considera que essa campanha é apropriada para quem não tem vícios, se apresenta preparado e com propostas convincentes na direção das necessidades do novo tempo.

“Estamos preparados e, como já disse, motivados para debater e apresentar uma Proposta moderna focando nos principais problemas com soluções efetivas, exequíveis em todas as áreas para oferecer um futuro à altura de uma cidade que logo chegará a 1 milhão de habitantes”, concluiu.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



POLÍTICA  |  19/11/2020 - 10h

Sousa - PB
 




POLÍTICA  |  18/11/2020 - 14h

Poço de José de Moura - PB