GENTE

Covid-19: Sargento PM recebe alta após passar 30 dias no HRC




Divulgação/Assessoria

Superação, garra e vontade de viver! Foram assim os últimos 40 dias na vida do 2º sargento da Guarda Militar da Reserva (GMR), do 6º Batalhão da Polícia Militar em Cajazeiras, Francisco de Assis Almeida (no centro, na foto acima). Ele foi uma das 2.218 pessoas que foram recuperadas da doença do coronavírus na Paraíba. O policial recebeu alta médica na última segunda-feira (25), do Hospital Regional de Cajazeiras (HRC).

O sargento Almeida, que tem 61 anos de idade, já estava afastado do serviço policial militar desde o mês de março, por estar no grupo de risco devido a idade. “Ele foi afastado das funções, seguindo as determinações do Comando-Geral da corporação, por ele pertencer ao grupo de maiores de 60 anos. Em casa, ele teve contato com familiares que apresentavam sintomas suspeitos da doença e fez o teste para a detecção do Covid-19, recebendo o resultado positivo”, explicou o tenente-coronel Nicolau Terceiro, comandante do 6º BPM.

O policial foi encaminhado para o HRC e seu quadro de saúde se agravou. “Fiquei entubado por 14 dias mas consegui melhorar, tendo apoio do Hospital e da Policia Militar, que frequentemente mantinha contato com minha família para o acompanhamento”, relatou o sargento Almeida, que logo após a alta médica recebeu uma ligação do próprio comandante-geral da PM, coronel Euller Chaves, que o parabenizou pela superação ao Covid-19.

Ontem (25), durante a alta do hospital, o sargento Almeida foi exaltado como um verdadeiro herói pela equipe médica e pelos familiares que o receberam. Agora, o policial descansa em casa, após mais de um mês de internação.

 
Operação “Previna-se” – Desde o mês de março, a Polícia Militar tem atuado na prevenção e no combate à disseminação do coronavírus entre os membros da corporação, com a entrega de máscaras e álcool para o efetivo. Além disso, foram adotadas uma série de procedimentos que reduziram as aglomerações internas, como reuniões, solenidades, formaturas, e aulas nos centros de formação, atividades que foram vetadas.

Novos procedimentos policiais durante a abordagem foram colocados em prática visando o distanciamento, bem como foi intensificado a limpeza de viaturas e locais de trabalho. As ações fazem parte da “Operação Previna-se” e são acompanhadas por uma comissão temporária criada para o enfrentamento à pandemia de Covid-19.Compartilhar




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM