GERAL

CRM-PB cobra entrega de 520 leitos para tratamento da Covid-19
De acordo com a SES, os leitos estão sendo disponibilizados conforme previsto no Plano Estadual de Contingência do Coronavirus.




Reprodução

O Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) está cobrando do Governo do Estado a entrega de 520 leitos para o tratamento da Covid-19, sendo 143 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 377 leitos de enfermaria, que constam no Plano Estadual de Contingência Covid-19, mas ainda não estão disponíveis para a população.

Segundo o CRM, dos 404 leitos de UTI prometidos, foram entregues 261, restando ainda 143 a serem instalados. Atualmente, a taxa de ocupação dessas unidades, conforme dados da Plataforma Gestão de Leitos da Secretaria Estadual de Saúde (SES), atualizados nesse domingo (24), é de 71%. Dos 261 leitos disponíveis, 185 estão ocupados. “No entanto, se já tivessem sido entregues os 404 leitos prometidos, a taxa de ocupação seria de 46%, restando mais da metade dos leitos ainda disponíveis”, disse o CRM-PB.

Conforme o CRM-PB, a quantidade de leitos de enfermarias já instalados nos hospitais públicos paraibanos também ainda está abaixo do que foi previsto no Plano de Contingência. A previsão é de 909 leitos, mas estão ativos 532. Ainda faltariam ser instalados 377 novos leitos de enfermaria no estado. Quanto à taxa de ocupação, atualmente, 52% destes leitos estão sendo usados, o que significa que 277 pessoas estão internadas nas enfermarias. “Se o estado já contasse com os 909 leitos previstos, esta taxa de ocupação seria de 30%”, disse o CRM.

“O CRM-PB tem solicitado providências e informações claras dos gestores públicos desde o início da pandemia, já tendo realizado reuniões com o governador do Estado, secretários estadual e municipais de Saúde, além dos diretores dos hospitais. Estamos em isolamento social há mais de 60 dias, o que foi um tempo suficiente para que o poder público tomasse as providências necessárias. Mas estamos vendo um número crescente de casos e internações de UTI, chegando perto do colapso do sistema de saúde”, disse o presidente do CRM-PB, Roberto Magliano de Morais.

Conforme dados da SES, a Paraíba possuía um total de 388 leitos de UTI antes do início da pandemia. O Plano de Contingência destinou 125 desses leitos para os pacientes de Covid-19 e implantou mais 136 leitos, totalizando 261 unidades de terapia intensiva exclusivas para pacientes acometidos pelo novo coronavírus. “Mas falta ainda a implantação de 143 leitos para que se chegue aos 404 previstos no plano”, informou.

 
Leitos na RMJP

O CRM divulgou ainda que a taxa de ocupação das UTIs adulto da Região Metropolitana de João Pessoa (RMJP) tem sido superior à média registrada no estado, chegando a passar de de 90% na semana passada. A região metropolitana da Capital tem 162 leitos de UTI, sendo que o Plano de Contingência prevê 225. “Dessa forma, ainda faltam 63 novos leitos de UTI para esta região”, afirma o CRM.

Na região de Guarabira, que é referência para cerca de 280 mil habitantes e cerca de 20 municípios, existe apenas uma UPA para atender à população e os pacientes que precisarem de UTI devem ser transferidos para o Hospital Metropolitano de Santa Rita.

Para esse questionamento, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) informou que a região do Brejo está contemplada sim no plano de contingenciamento ao avanço do novo coronavírus no estado. Foi informado que,apesar de não ter hospital de referência, os pacientes da localidade que estiverem com sintomas graves serão tratados no Hospital Metropolitano, em Santa Rita, sendo transferidos por meio de ambulâncias.

O que diz o Estado

De acordo com a SES, os leitos estão sendo disponibilizados conforme previsto no Plano Estadual de Contingência do Coronavirus. “São 793 leitos já abertos desde março de 2020 e novos serão ativados a partir da disponibilidade das equipes médicas, bem como da infraestrutura de equipamentos, que sofre escassez em todo planeta. Nos próximos dias, A SES realizará a abertura de mais 65 leitos de UTI nas 3 macrorregiões de saúde”, informou.

Nesta segunda-feira (25), o governador João Azevêdo (Cidadania) anunciou a abertura de 30 novos leitos de UTI em João Pessoa, Campina Grande, Patos e Cajazeiras. De acordo com o chefe do Executivo estadual, os novos respiradores que compõem essas UTIs serão encaminhados ainda nesta segunda para os hospitais responsáveis pelo atendimento de pacientes diagnosticados com a Covid-19.

Para a 1ª macrorregião de Saúde, na Grande João Pessoa, serão destinados cinco respiradores para o Hospital Solidário; na 2ª macrorregião, em Campina Grande, serão abertos mais 17 leitos de UTI. Na 3ª macrorregião, no Sertão paraibano, serão distribuídos oito respiradores, sendo quatro para o Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro, em Patos, e quatro para o Hospital Regional de Cajazeiras.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM