PARAÍBA | EM PACIENTES COM COVID-19

Estudo Chinês: novo coronavírus é detectado no sêmen de homens infectados




Getty Images/Reprodução

Uma análise conduzida por médicos do Hospital Municipal de Shangqiu, na China, detectou o novo coronavírus no sêmen de pacientes com a Covid-19. Os resultados do estudo foram compartilhados na quinta-feira (7) no periódico científico Jama.

A descoberta contradiz um estudo publicado no fim de abril no periódico Fertility & Sterility. A pesquisa, também baseada em testes de esperma de pacientes chineses, não encontrou indícios do novo coronavírus no sêmen de um grupo de homens que testou positivo para a Covid-19.

Na nova análise, porém, dos 38 pacientes que tiveram o esperma testado, seis apresentaram traços de Sars-CoV-2 no fluido — uma taxa de quase 16%. "Mesmo que o vírus não possa se replicar no sistema reprodutor masculino, ele pode sobreviver [nesta área do corpo], possivelmente por conta da imunidade privilegiada dos testículos", escreveram os pesquisadores no estudo.


Ainda não se sabe, entretanto, se a Covid-19 é sexualmente transmissível, e por isso os especialistas recomendam a abstinência sexual ou o uso de preservativos para evitar a transmissão do novo coronavírus. "Evitar o contato com a saliva e o sangue do paciente pode não ser suficiente, uma vez que a sobrevivência do Sars-CoV-2 no sêmen de um doente em recuperação mantém a probabilidade de infectar outras pessoas", pontuaram os cientistas.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM






PARAÍBA  |  30/05/2020 - 03h