POLÍTICA | PANDEMIA

Wilson Filho sugere uso de espaços públicos para ajudar a dispersar filas de agências bancárias e lotéricas




Reprodução

O deputado estadual Wilson Filho (PTB), presidente da Frente Parlamentar em Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), propôs a utilização de espaços públicos, a exemplo de ginásios poliesportivos, para complementar o atendimento bancário em instituições financeiras que estejam sofrendo com superlotações. O objetivo da proposta é descentralizar o atendimento para dissipar as aglomerações de pessoas.

“É uma solução pensada pelo nosso mandato que enviaremos de maneira formal em ofício para os representantes de bancos. Precisamos evitar aglomerações do lado externo e interno das agências bancárias e casas lotéricas. Daí a ideia de usar espaços púbicos comuns para complementar esse atendimento e evitar que as pessoas se concentrem em apenas um local. Não podemos permitir que neste momento crítico as pessoas corram o risco de contrair o novo coronavírus e transmitir para os seus familiares para exercer um direito fundamental que é o de receberem os seus benefícios financeiros”, afirmou o parlamentar.

A sugestão foi fruto de audiência pública por videoconferência com representantes da Caixa Federal Econômica (CEF), órgãos de defesa do consumidor e representantes de municípios. O superintendente da CEF na Paraíba, Marcos Borges, mostrou disposição para aceitar as sugestões dos parlamentares da Frente e ressaltou esforços do banco para diminuir as aglomerações.

“Primeira grande melhoria foi a extensão do horário e a colocação do sábado para a vazão dessa população. Com a melhoria do processo e estabilização do sistema melhorou significantemente o tempo de atendimento da agência, que hoje é de 5 minutos”, garantiu.

Participaram da reunião, além do superintendente da Caixa, o promotor Francisco Glauberto Bezerra, diretor geral do MP-Procon, a superintendente do Procon-PB, Késsia Liliana Dantas Bezerra Cavalcanti, o superintendente do Procon de Campina Grande, Rivaldo Rodrigues, o secretário de Saúde do Estado da Paraíba, Drº Geraldo Medeiros e o presidente da Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup), George Coelho.

Outros pontos debatidos na reunião:

- Organização das filas (obrigando a seguir o decreto do estado de distância mínima, inclusive entre aqueles que aguardam na parte externa das agências);

-  Atendimento com horário marcado;

- Ampliação do funcionamento para clientes nas agências no Estado, inclusive determinação para que as agências abram aos sábados e domingos, caso os atendimentos no período de segunda a sexta-feira não sejam suficientes para atender a demanda;

- Disponibilização de funcionários ou colaboradores para organizar as filas formadas nessa parte externa;

- Realização de triagem para verificar, preliminarmente, se a demanda pode ser solucionada sem ingresso na agência e realização de agendamento antecipado para atendimento presencial;

- Campanhas publicitárias para diminuir a demanda de ida às agências;

- Ao Poder Público: disponibilizar agentes de segurança (guarda municipal, bombeiros, policiais militares).




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



POLÍTICA  |  26/05/2020 - 13h





POLÍTICA  |  25/05/2020 - 18h