COVID-19 | INTERNACIONAL

Trump sabia da gravidade do novo coronavírus desde janeiro
Os avisos foram escritos por Peter Navarro, consultor econômico de Trump, e previam, no pior cenário, 500 mil mortos no país em razão do surto de Covid-19.




Reprodução

O presidente dos Estados Unidos , Donald Trump , estava ciente dos impactos que o novo coronavirus poderia causar no país, de acordo com documentos revelados hoje (7) pelo jornal The New York Times.

Os avisos foram escritos por Peter Navarro, consultor econômico de Trump, e previam, no pior cenário, 500 mil mortos no país em razão do surto de Covid-19. Segundo o jornal, outras autoridades da Casa Branca também tiveram acesso ao documento, mas Donald Trump continuou a minimizar a doença.

No relatório, Navarro alerta para a não existencia de uma vacina ou cura para a doença. "A falta de proteção imunológica ou uma cura ou vacina existente deixaria os americanos indefesos no caso de um surto de coronavírus em solo americano. Essa falta de proteção eleva o risco de o coronavírus evoluir para uma pandemia total, colocando em risco a vida de milhões de americanos", diz o jornal.

Um segundo documento enviado em 23 de janeiro mostrou preocupação ainda maior, alertando que o novo coronavírus poderia atingir mais de cem milhões de norte-americanos, podendo causar cerca de 1,2 milhão de mortos. Este não foi assinado por navarro, embora fontes da Casa Branca atribuírem a autoria ao consultor. Ainda assim, Trump não mudou sua postura à epoca.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



COVID-19  |  09/07/2020 - 06h





COVID-19  |  08/07/2020 - 07h