COVID-19 | PANDEMIA

Espanha vê luz no fim do túnel com queda de mortes por coronavírus
Número de vítimas fatais diárias do novo coronavírus caiu para 674 entre os dias 4 e 5 abril no país que é o segundo mais afetado pela doença.




Eloy Alonso/Reuters

A Espanha registrou neste domingo (5) uma queda vertiginosa no número de mortes diárias pelo novo coronavírus. Foram 674 óbitos ocorridos nas 24 horas anteriores ao anúncio. Há mais de uma semana que o número supera 800 fatalidades por dia no país.

O resultado registrado entre os dias 4 e 5 de abril é também o melhor desde o dia 26 de março, quando o país entrou oficialmente na lista dos territórios mais afetados pela covid-19.

Mesmo assim, o governo espanhol adotou uma postura cautelosa sobre os próximos passos para combater a doença e prorrogou o confinamento no país até 25 de abril. “Começamos a ver uma luz no fim do túnel”, disse o chefe de governo espanhol, Pedro Sánchez.

A Espanha registra 12.418 mortos e mais de 130 mil casos confirmados da doença. É o segundo país mais afetado no mundo, atrás apenas dos Estados Unidos com 327 mil infectados mas com menos mortes: 9.302. Os Estados Unidos, inclusive, devem enfrentar a pior semana de contágio desde o início da crise do novo coronavírus.

A situação também é melhor na Itália. Nove dias após registrar a marca recorde de 969 vítimas fatais em 24 horas, o país registrou a menor taxa de óbitos  nas últimas duas semanas. Entre os dias 4 e 5 abril foram 525 mortes. Ao todo são quase 130 mil casos confirmados e 15.887 mortes.

Na França a situação também melhorou. Foram mais 357 mortes no período. Foi a menor quantidade de óbitos diários em duas semanas. O país conta agora com 8.078 vítimas fatais e 46 mil casos confirmados da covid-19.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



COVID-19  |  08/07/2020 - 07h





COVID-19  |  06/07/2020 - 19h