COVID-19 | PANDEMIA

Conheça o perfil das vítimas do Covid-19 no CE
Nesta quarta-feira, chegou a nove o número de mortos, seis deles em Fortaleza e três fora da Capital. São cinco homens e quatro mulheres. Há mortos de quatro diferentes municípios




Reprodução

Todas as nove pessoas que morreram da Covid-19, o novo coronavírus, no Ceará até esta quarta-feira, 1º, tinham alguma doença crônica pré-existente, segundo boletim divulgado pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesa). São cinco homens e quatro mulheres. Seis moravam em Fortaleza, uma em Santa Quitéria, um em Tianguá e uma no Eusébio. O mais jovem tinha 45 anos. A mais idosa, 89 anos. O período mais longo de internação foi de sete dias. Três não chegaram a ser internados.

1) Homem de Fortaleza, 72 anos. Tinha Diabetes Mellitus e passou cinco dias internado.

2) Mulher de Fortaleza, 84 anos.Tinha doença cardiovascular e Diabetes Mellitus. Passou dois dias internada.

3) Mulher de Fortaleza, 85 anos. Tinha doença cardiovascular e Diabetes Mellitus. Não chegou a ser internada.

4) Homem de Fortaleza, 65 anos.Tinha doença cardiovascular e não chegou a ser internado.

5) Homem de Fortaleza, 71 anos. Tinha doença cardiovascular e passou cinco dias internado.

6) Mulher de Santa Quitéria, 60 anos. Tinha doença cardiovascular, Diabetes Mellitus e asma. Passou sete dias internada.

7) Homem de Fortaleza, 45 anos. Tinha obesidade e não chegou a ser internado.

8) Homem do Eusébio, 77 anos. Tinha doença neurológica e passou três dias internado.

9) Mulher de Tianguá, 89 anos. Tinha doença cardiovascular e passou um dia internada.

O número de casos confirmados no Ceará do novo coronavírus, a Covid-19, chegou a 445, segundo informações da Secretaria da Saúde. São nove mortes pela doença até esta quarta-feira, 1º de abril (01/04).  Até a terça-feira, eram 401 casos do novo coronavírus confirmados no Ceará, o que significa um aumento de 44 casos confirmados em 24 horas.

Há casos confirmados em 15 municípios do Estado. Na Capital está a maioria: 413. Aquiraz tem 14 e Sobral, 5. Quixadá tem 2. E há um caso em Beberibe, Caucaia, Eusébio, Fortim,  Itaitinga, Juazeiro do Norte,  Maracanaú, Maranguape, Mauriti, Santa Quitéria e Tianguá.

No Brasil o número de casos confirmados chegou a 6.836. São 240 mortes registradas até agora, de acordo com informações do Ministério da Saúde (MS). São. 1.119 casos confirmados a mais em 24 horas. É o segundo dia seguido em que o crescimento é superior a mil casos.

A primeira vítima do Estado foi um homem de 72 anos, que morreu por insuficiência respiratória na quinta, 26. Hipertenso e diabético, ele estava internado na UTI do Hospital São José de Doenças Infecciosas (HSJ) há cinco dias. As outras duas pacientes eram mulheres que apresentavam doenças crônicas. Ambas foram atendidas em hospitais particulares.

Fortaleza - 413

Aquiraz - 14

Sobral - 5

Quixadá - 2

Beberibe - 1

Caucaia - 1

Eusébio - 1

Fortim - 1

Itaitinga - 1

Juazeiro do Norte - 1

Maracanaú - 1

Maranguape - 1

Mauriti - 1

Santa Quitéria - 1

Tianguá - 1

O nome "corona" se deve à coroa de espinhos que o envolve. Esses espinhos estão envolvidos por uma camada de gordura - retirada das próprias células humanas. Ele entra nessa capa de gordura para invadir outras células. Sem esta fina capa de gordura, o coronavírus morre.

Os coronavírus são transmitidos por ar e por mucosas. O vírus sobrevive bastante tempo em gotículas de espirro e tosse. Para evitar contaminação por meio das gotículas, recomenda-se ficar a pelo menos um metro e meio de pessoas com tosse ou espirrando.

O vírus também está em gotículas aerossóis. Elas são tão minúsculas e finas que ficam suspensas no ar, e contaminam principalmente pessoas que estão em ambientes fechados com ar condicionado.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM