GENTE | SERTANEJO

Aluno filho de empregada doméstica é aprovado em medicina



Ele sempre gostou de medicina e achava que não passaria, porém o incentivo dos amigos o fez mudar de ideia. A força de vontade, o apoio da família e a dedicação aos estudos foram essenciais para que o estudante Diógenes Antônio da Silva, de 17 anos de idade, se tornasse um dos aprovados no último ENEM para a Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Para obter a classificação em oitavo lugar, o jovem alcançou 743,52 pontos no resultado geral e 900 pontos na redação.

Filho da empregada doméstica Raimunda Nonato e de Josenildo Silva, cuja profissão é padeiro, Diógenes agora enfrenta a dificuldade de pagar as despesas de deslocamento e estadia em João Pessoa, a partir de abril deste ano. A alternativa encontrada em conjunto com amigos foi realizar nas redes sociais, uma campanha de arrecadação de recursos, roupas e mantimentos, já que as únicas fontes de renda são meio salário mínimo recebido pela mãe, uma pensão do pai e o auxílio social do programa Bolsa Família.



De origem humilde, o futuro universitário que reside na rua Francisco Paulino da Silva, Jardim Sorrilândia II, na cidade de Sousa, Sertão paraibano, tem mais dois irmãos: Daniele, de 26 anos e Daniel, de 12 anos. Segundo ele, a primeira vez em que foi à escola, ainda morava em São Paulo, sua terra natal. Depois, a família retornou a Sousa, onde estudou todos os anos do ensino fundamental na Escola Estadual Batista Leite. No ensino médio, a opção de Diógenes da Silva foi o curso de técnico em informática, no Instituto Federal da Paraíba (IFPB), campus de Sousa.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM