Indústria da Paraíba cresceu 78% em dez anos, aponta pesquisa do IBGE

Setor da Paraíba gerou R$ 4,4 bilhões em 2017, um volume 78% maior que R$ 2,4 bilhões movimentados em 2008

Por Fábio F Barbosa 07/06/2019 - 06:22 hs
Foto: Arquivo Cedoc/EPTV

A indústria na Paraíba movimentou R$ 4,4 bilhões em 2017, um crescimento de 78,4% em relação ao volume gerado pelo setor em 2008, quando foi registrado um valor de transformação de R$ 2,4 bilhões. A informação consta na Pesquisa Industrial Anual Empresa 2017 (PIA) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) publicada nesta quinta-feira (6).

Outro dado positivo indicado na pesquisa, foi o crescimento de 5.867 postos de trabalho na indústria da Paraíba no período de 10 anos. Conforme a levantamento do IBGE, passou de 64.872 empregos em 2008 para 70.739 em 2017. As indústrias de transformação seguem responsáveis por 97,6% do total gerado pelo setor industrial paraibano, em detrimento dos 2,4% do setor industrial extrativista.

Houve um avanço do setor de transformação no total do bolo, passando de 96,9% em 2008 para os 97,6% em 2017. No setor, as indústrias de preparação de couros e fabricação de artefatos de couro, artigos para viagem e calçados seguem liderando o mercado paraibano em termos de valores gerados. Em 2017, esse nicho movimentou R$ 1,1 bilhão, cerca de 27% do total gerado pela indústria paraibana.

As indústrias fabricação de produtos alimentícios aparecem logo em seguida com um volume de R$ 793,9 milhões, com 18% do total das riquezas produzidas pelo setor na Paraíba, e em terceiro as indústrias de fabricação de produtos de minerais não-metálicos com R$ 553,7 milhões e participação de 12,5% do geral da indústria do estado.

Entre 2008 e 2017 houve um crescimento aproximado de 5% das indústrias fabricação de produtos alimentícios na participação da riqueza gerada pela Paraíba no setor. Antes apareciam como terceiro e em 10 anos assumiram a segunda posição no segmento industrial, um crescimento de 145% em relação ao volume gerado, passando de R$ 323,3 milhões para R$ 793,9 milhões no estado.

Considerando as riquezas produzidas pela Paraíba em 2017 juntando as receitas líquidas industriais e não industriais, o estado movimentou R$ 10,4 bilhões. Houve um incremento de mais de R$ 4,6 bilhões no período de 2008 a 2017, de acordo com a Pesquisa Industrial Anual de 2017.

O aumento no número de postos de trabalho puxou também o aumento do valor total gerado em remuneração e salários no setor. Em 2017, a indústria da Paraíba pagou em salários, retiradas e outras remunerações aproximadamente R$ 1,4 bilhão, um valor que é 136% maior do que o de 10 anos antes. Em 2008, esse montante era de R$ 596,9 milhões.

O crescimento da Paraíba é um reflexo do crescimento em geral visto na Região Nordeste do país. A indústria nordestina movimentou R$ 116,6 bilhões em 2017, quase o dobro do que havia gerado em 2008, quando gerou R$ 69,1 bilhões. O número de empregos gerados pelo setor na região também aumentou, foram 15.817 postos de trabalho criados entre 2008 e 2017.

G1PB