Notícias

Banner noticia interna

Saúde
Visitas ao oftalmologista devem ser rotina na infância
PDF | Imprimir | E-mail
Sex, 13 de Maio de 2011 03:29

Uma conversa com a oftalmologista Nilva Moraes, professora da Unifesp e presidente do Departamento de Oftalmologia da Sociedade de Pediatria de São Paulo

crianca-oculos-g647126516234O desenvolvimento completo da visão se dá nos primeiros sete anos de vida. Após esse período, os tratamentos são mais difíceis e muitas vezes não há cura, por isso é tão importante que a criança sem sinal nenhum de problema consulte um oftalmologista até os três anos de idade para um exame completo, como explica o post anterior. Se nada for diagnosticado e não houver um histórico familiar de problemas nos olhos, será estabelecida uma rotina de retorno a cada dois anos.

Teste do Olhinho
A primeira avaliação da visão é obrigatória, deve ser feita em todas as maternidades pelo pediatra, que verifica o reflexo vermelho da pupila. Esse teste foi criado para fazer o diagnóstico precoce de catarata e glaucoma congênitos.

Problemas podem aparecer ao longo da infância
Os bebês prematuros precisam passar por um exame oftalmológico com um mês de vida para verificar uma possível hemorragia no fundo do olho (retinopatia do prematuro), que pode tirar a visão para sempre. Se ele ainda estiver na UTI neonatal, um oftalmologista deve ser chamado para realizar a avaliação.

Crianças com histórico familiar de retinoblastoma (tumor de retina da infância), glaucoma, miopia alta ou outros erros de refração alta, devem passar por uma consulta com um oftalmologista com um ano de idade.

No início da infância, vários problemas relacionados à visão podem ser diagnosticados, como problemas de refração (grau dos óculos) e estrabismo. O estrabismo indica que alguma coisa não vai bem, pode ser sinal de que o olho não está enxergando ou de que existe algum tumor ou atrofia. Um exame de fundo de olho, embora seja difícil diagnosticar diabete em criança, pode acusar anemia falciforme ou tumores.

De olho na tela
Quando a criança pisca muito pode ser sinal de ressecamento dos olhos provocado por situações de concentração, nas quais pisca menos e diminui a lubrificação. Isso é comum acontecer quando as crianças ficam por muito tempo diante da televisão, do computador ou do videogame. Nesses casos, é preciso um período de descanso, parando 10 minutos a cada hora.

Do eBan

Compartilhe:

Comentário

Compartilhe sua opinião sobre a publicação. Deixe sua mensagem abaixo:

Código de segurança
Atualizar

Sua opinião é importante! Este espaço visa dar a você, leitor, uma oportunidade para que você possa expressar sua opiniões de forma coesa e clara sobre o fato abordado nesta página.

É importante salientar, que as opiniões expostas neste espaço, não necessariamente condizem com a opinião do portal COFEMAC.

  • PMPJM 2
  • Corretor
  • Batatinha
  • Unaclin
  • Ricardo Morais
  • Betanio
  • Tata
  • Anderline
  • Herbalife
  • Cofemac
  • Expediente
  • Anuncie
  • Contato
  • 9999---