Notícias

Banner noticia interna

Mundo
Paraibanos estão entre presos em montanha russa nos EUA
PDF | Imprimir | E-mail
Sex, 11 de Outubro de 2013 05:58

Três paraibanos estavam entre as 12 pessoas que ficaram presas em uma montanha-russa nesta quarta-feira (9) no parque temático Universal Studios, em Orlando, na Flórida. Segundo o bancário Caio Miranda Mendonça Fiquene, de 24 anos, o grupo ficou quase três horas no ponto mais alto do brinquedo Hollywood Rip Ride Rockit, considerada a mais alta montanha-russa da cidade.

montanha-rus83476783

Além de Caio, também estavam no carrinho Thiago Hiluey Agra, de 26 anos, e Nanci Gonçalves Lima, de 24, todos de Campina Grande. Eles fazem parte de um grupo de nove pessoas da Paraíba que já estavam em Orlando há dois dias e que já tinham ido em dois outros parques. "Esse era o último brinquedo que a gente ia e aconteceu isso. Ele estava funcionando normal, mas, quando a gente foi, na primeira subida, que é a maior, do nada ele parou", relatou Caio. A atração tem a altura equivalente a um prédio de 17 andares e pode atingir 105 quilômetros por hora.

Caio afirmou que todos os 12 passageiros do carrinho ficaram cerca de 30 minutos sem nenhuma informação sobre o que estava acontecendo. Um funcionário do parque foi enviado e garantiu que o problema seria resolvido em mais 30 minutos, conforme disse Caio. Porém, o grupo só foi resgatado mais de duas horas depois da pane. Como os brasileiros não falavam inglês, um funcionário do parque que falava em espanhol também foi enviado para tranquilizá-los.

"Todo mundo estava muito nervoso, tinha criança, mulher chorando. A gente não sabia o que estava acontecendo. Quando começaram as sirenes de bombeiros e polícia, a gente viu que estava correndo risco de vida e ficou com medo. Quando o funcionário chegou, deu para tranquilizar mais, mas foi um susto muito grande", comentou Caio.

Paramédicos atenderam as pessoas que ficaram presas no carrinho da montanha-russa ainda no parque, segundo Caio. Ele explicou que apenas uma menina foi levada para o hospital. No entanto, ele afirmou que, como o cinto de segurança apertava, muitos ficaram com dores na barriga e nas costelas.

Uma familiar do trio, que preferiu não ser identificada, explicou que apenas os três quiseram encarar o brinquedo porque, como já estava tarde e o grupo já tinha ido em quase todas as atrações do parque, muitos estavam cansados e preferiram esperar do lado de fora.

Logo que o carrinho parou, os funcionários do parque pediram que todas as pessoas saíssem da fila, conforme relatou a família. Depois, as pessoas que estavam na frente da atração também foram convidadas a deixar o local. Mesmo depois que o parque fechou, os familiares das pessoas que ficaram presas foram autorizadas a continuar lá dentro, esperando.

O resgate, feito pelos Bombeiros, aconteceu mais de duas horas depois do problema, com o auxílio de uma plataforma. Eles foram retirados dos carrinhos com uma corda de segurança e desceram por um elevador.

O parque ofereceu ingressos grátis para os prejudicados, porém, eles não aceitaram, segundo informações da família. Os paraibanos ainda tentaram receber o dinheiro dos ingressos de volta, mas não conseguiram. A família garantiu que, ao chegar no Brasil, vai analisar se pode tomar providências jurídicas.

A familiar explicou que a viagem foi prejudicada por esse acontecimento e que todos do grupo ficaram muito abalados e desorientados. O grupo passa mais um dia em Orlando e, em seguida, vai para Miami. Eles só voltam para o Brasil na segunda-feira (14), mas garantiram que não vão mais em nenhum parque.

ASSISTA

Compartilhe:

Comentário

Compartilhe sua opinião sobre a publicação. Deixe sua mensagem abaixo:

Código de segurança
Atualizar

Sua opinião é importante! Este espaço visa dar a você, leitor, uma oportunidade para que você possa expressar sua opiniões de forma coesa e clara sobre o fato abordado nesta página.

É importante salientar, que as opiniões expostas neste espaço, não necessariamente condizem com a opinião do portal COFEMAC.

  • PMPJM 2
  • Corretor
  • Batatinha
  • Unaclin
  • Ricardo Morais
  • Betanio
  • Tata
  • Anderline
  • Herbalife
  • Cofemac
  • Expediente
  • Anuncie
  • Contato